11 Dec 2017

Transações em dinheiro vivo precisarão ser declaradas

Nova Instrução Normativa da Receita Federal determina que todas as Pessoas Físicas e Jurídicas precisam fazer a Declaração de Operações Financeiras (DME) caso haja o recebimento de valores em espécie cuja soma ultrapasse os R$ 30 mil. A Pessoa Física e/ou Jurídica ainda precisará de Certificação Digital.

De acordo com o contador e diretor da Brasil Price, Ronaldo Dias, a atenção deverá ser dobrada a partir de agora. “Vai ser preciso ter muito mais rigor nos recebimentos, tudo precisa ser estritamente documentado, mais até do que antes”, explicou Ronaldo.

Segundo a Receita Federal, a normativa tem como objetivo coibir a prática de lavagem de dinheiro proveniente da corrupção, já que os praticantes não usam bancos para não serem rastreados.

Para Ronaldo, a tendência das pessoas que fazem recebimento de altas quantias é utilizar os bancos. Ele explicou ainda que a receita tem meios para saber se o dinheiro tem origem fraudulenta ou não. “Se a pessoa que está pagando esse dinheiro não tem essa origem declarada, a Receita vai, por meio do cruzamento de dados, atrás dessas informações”, pontuou.

E o contador finalizou: “A principal questão será a comunicação entre o fato e fazer a declaração. Ela não é um documento contábil, mas uma informação do contribuinte ao governo assinado por certificado digital. Muitos poderão contratar esses serviços caso não queiram fazê-lo por si só”.

A DME é destinada exclusivamente para as operações que constam no Anexo I e Anexo II presentes no seguinte endereço eletrônico:

http://normas.receita.fazenda.gov.br/sijut2consulta/link.action?visao=anotado&idAto=88018

Facebook Google Plus Twitter LinkedIn

Leave Comments

Dictionary:

We use cookies to improve our website. By continuing to use this website, you are giving consent to cookies being used. More details…